quinta-feira, 20 de junho de 2013

coração

Gosto de comer manteiga de amendoim e correr a seguir, cada colherada são 2 quilómetros a correr com o relógio garmin e o heart rate monitor ao peito. Gosto muito de ver os gráficos dos batimentos do meu coração durante e depois dos treinos. O coração existe e bate bate, mas é invisível, não se dá por ele e só se dá pela falta dele alguns segundos como o Feher e o Gandolfini, mas depois já não se dá pela falta de nada por isso não é como o "ar que respiramos" que é invisível mas que mesmo assim dá para dar pela falta dois minutos (eu aguento 2 minutos) até começar a ficar roxo e pensar "ena pá, a falta que o ar me faz".

Nunca liguei nenhuma a recordações e fotografias, mas tenho pena de não ter usado o Heart Rate Monitor em certos momentos da minha vida para ter agora o gráfico e perceber o impacto desse momento, por exemplo, quando percebi que não me tinha esquecido de onde tinha arrumado o meu Ford Escort mas que mo tinham roubado.

Este gráfico aqui é de um treino de intervalos, 5 minutos na zona 4 e 2 de recuperação na zona 2 x 4, mas podia ser o gráfico do meu coração neste final de época do Benfica:


Não sei como as pessoas podem fazer coisas sem monitorizar o que se passa com o coração delas, já nem digo em tempo real, mas pelo menos a posteriori no computador, à noite, a beber um chávena de chá de camomila, depois do banho. Podiam ter uma perspectiva diferente da importância de certos assuntos, em função do coração bater mais ou menos. Também tenho um gel de banho que é o Sport e que é um gel para cabelo e pele e só ponho esse gel que tem um cheiro um pouco a perfume de supermercado nos banhos após os treinos, é como um prémio.

1 comentário:

M D Roque disse...

Sabes que com tanta informação que as pessoas ingerem 24/7, fica-se tão insensível ao que nos rodeia, que deixamos de ter coração mais vezes do que gostaríamos. O meu Pai morreu com 58 anos , ataque cardíaco- pick a boo... Agora vejo- te, agora, não... Eu estou lá quase e qualquer baquezinho incomum deixa- me apavorada...tento ter tento....