quinta-feira, 28 de março de 2013

ardam no inferno

Não vi aquilo do Sócrates em directo, mas, pelos jornais, retive que um homem que foi ministro do ambiente e primeiro ministro durante uma porrada de anos e que tem idade para ter juízo, não tem vergonha em declarar que não conseguiu poupar o suficiente para estudar no estrangeiro e teve de pedir um empréstimo à banca... Pelos vistos a sua máxima do "as dívidas não se pagam, gerem-se", é levada a sério mesmo na vida pessoal.

O que querem? Tornei-me populista. O raciocínio mais frequente que tenho quando leio jornais envolve uma guilhotina no terreiro do paço e uma tribuna do povo, irada, de forquilhas e archotes erguidos. 

6 comentários:

Isa disse...

O Sócrates sofre de graves perturbações mentais, Tolas, não distingue a fantasia da realidade, não distingue uma mentira de uma verdade, é um caso clínico. Se o internassem num hospital psiquiátrico duvido que o deixassem sair nos tempos mais próximos. Ouvi a entrevista, online, surtei no twitter o tempo todo, porque o perigo da loucura é esse, corrermos o risco de nos arrastarem para ele, achá-la normal. E a questão que não quer calar é reconhecermos a incapacidade de lidar com um gajo que, desconfio, é um sociopata. E isto não tem nada a ver com política.

Gostei da posta, pá, estás em grande e fizeste por cá falta, rapaiz.
Bjo, e à Plaft, e à minina nova que aí vem.

Maria D Roque disse...

O tipo é narcisista e sofre de OCD.... E os que lhe dão tempo de antena são ainda mais loucos...

Anónimo disse...

Pior é dar tempo de antena ao Passos, Gaspar, Relvas e Cavaco

lino disse...

Só tem uma conta na CGD. Nem poupanças, nem contas a prazo, nem acções, nada em offshores. Assim narrou. O homem estuda fiado em Paris e anda de popós caros, mas quer vender que não sabe governar-se, embora tenha peneiras de nos ter governado muito bem (e vontade, quem sabe, de repetir).

Cuca disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Cuca disse...

não sejas selvagem, Tolan. Que diria o Borges da guilhotina?