quarta-feira, 10 de outubro de 2012

é o Diabo

É uma coisa que um homem aprende com a idade e sem querer. Um dia anda com uma mulher que o adora e não gosta dela, trata-a mal a ver se ela faz o trabalho sujo de acabar com ele para só ter de encolher os ombros e dizer "se achas bem, ok, tenho pena, mas concordo contigo" e para sua surpresa ela não o larga. Podem zangar-se, protestar, ralhar, mas deixar de gostar não deixam, há uma margem enorme de abuso que elas suportam. O mesmo acontece ao contrário, elas também fazem de um gajo um capacho autêntico se não gostarem assim muito dele mas preferirem a companhia dele a ficarem sozinhas até encontrarem algo melhor. Com dizia uma personagem do John Dos Passos: "as mulheres quando as agarramos é muito bom, quando não as agarramos é o diabo". Dão cabo da cabeça a um gajo. Com a experiência, uma pessoa dá mais valor ao que a faz sentir-se bem. Uma gaja complicada ou incerta (ou um gajo complicado ou incerto) vai de patins logo apenas porque é complicado ou incerto e abre espaço aquela interrogação totalmente inútil do "ela (ele) gosta de mim?". Não há paciência para dúvidas enquanto que se calhar 10 anos atrás seriam precisamente os jogos e dúvidas que nos deixavam presos e de rastos.

8 comentários:

Anita Garcia disse...

Que belo post e tão bem metido, por um motivo que eu cá sei ...

Sabes que hoje ninguém se dá ao trabalho de ter muito trabalho, passe a expressão. Isto hoje em dia, se dá trabalho e dor de cabeça, toca de dar corda à fila, que logo atrás vem outro/a.
Quem venha atrás que feche a porta.

Desbocado disse...

O Que é que se passou?
:P

DESBOCADO!
http://comentadordesbocado.blogspot.pt/

Maria D Roque disse...

É mesmo o Diabo... ;D

Pedro Góis Nogueira disse...

Exactamente.

Anónimo disse...

Anda por aí um R. caloteiro.
Quero deixar claro e evidente, que eu sou o verdadeiro R.
Não se deixem enganar, passem a palavra.
R.

Anónimo disse...

O post está giro.
R.

Maria Costa disse...

Ningué gosta de estar ao lado de pessoas complicadas ou incertas mas como dizia a Anita Garcia hoje as pessoas não se dão ao trabalho numa relação.Como em tudo estamos no tempo das relações descartáveis e à mínima dúvida, fui (foste, foram, estão quse a ir)

Izzy disse...

Com a idade vem a experiencia mas sobretudo menos inseguranca, que eh substituida por doses cada vez maiores de "Fuck this shit".