terça-feira, 23 de outubro de 2012

custou-me ainda mais encontrar isto

.

  David Bowie e Iggy Pop no Carnaval de Torres Vedras de 1975

Mentira. Não me custou nada encontrar isto. Está no museu municipal da cidade de Torres Vedras.

Quando estou um bocado desinspirado, mas tenho mais ou menos ideia do tom de que estou à procura, costumo ouvir música para afinar o meu instrumento criativo. É muito divertido. Se mesmo assim continuo muito desinspirado, então escrevo poesia, um dos meus hobbits. A poesia é uma prosa  desinspirada que se interrompe a si própria a meio de frases arrancadas a ferros porque não se  sabe como acabá-las.



Estou farto desta merda
de procurar, procurar
e não encontrar
o absoluto, a verdade
 os meus chinelos
um deles, pelo menos
sempre perdido
A vida é
um pé frio
e outro
quente.

Ando a ler um autor (a música acabou entretanto, só escrevi aquilo) alemão, o Thomas Mann. Já lhe li o Doutor Fausto, A Montanha Mágica, o Morte em Veneza e agora é os Buddenbrook, o primeiro romance dele. É um autor um bocado hipnótico e lento, 700 páginas daquilo. É exactamente aquele tipo de escrita que só dá mesmo para ler no metro. Noutra situação teria a sensação de estar a perder tempo. E comi um salmonete ao almoço.


...

Acho que é tudo.


8 comentários:

kiss me disse...

Não gosto de Thomas Mann. O facto de o ter lido no original também não deve ter ajudado à festa.

Pedro disse...

Também não gosto, mas gosto de salmonete.

Maria D Roque disse...

Gostei da Montanha Mágica. Não gosto particulamente de Salmonete, tem muita espinha. Gostei do vídeo e do pé frio.

Anónimo disse...

Rebel rebel...

R. Vieira disse...

Olá! Gostei do que você escreve. Posso te visitar outras vezes? Abraço!

Anónimo disse...

Olá R. Vieira. Claro que podes voltar mais vezes. Todas aquelas que desejares e sempre que a saudade apertar no peito. Muito obrigada pela tua visita. Foi um prazer conhecer-te, ainda que virtualmente e através de poucas palavras. Abraço-te, obviamente, e guardo-te num recanto especial do meu coração. Amo-te e quero fazer amor contigo.

My name is lucas
and i live on the second floor

MiguelTroga disse...

Inspirador. Especiamente para quem tem tanta dificuldade em encontrar os chinelos como eu.
Os pés, meu deus, os pés. E as peúgas, foda-se. As peúgas.

Anónimo disse...

Se gosta de Thomas (no plural), experimente o Bernhard, "Extinção".

Depois duma leitura destas, das duas uma: ou temos uma enorme vontade de nos extinguirmos ou de nos multiplicarmos. Nao ha meio-termo.

Cheguei aqui por um click casual. Nao sei se encontrarei o caminho de volta.

Ate' sempre,

Ungeziefer