sábado, 11 de agosto de 2012

"aldeia olímpica"

Sempre que falam na "aldeia olímpica" vem-me à cabeça a imagem de uma aldeia rural cheia de atletas que dormem em casebres rústicos. Acordam cedinho. As ágeis ginastas fazem renda de bilros, os lançadores de martelo e peso ferram cavalos e partem pedras para os muros das propriedades, os atiradores de arco vão caçar perdizes, os maratonistas puxam os arados nos campos, os nadadores disputam peixe no rio com os ursos e os velocistas jamaicanos são cães pastores. O sino de bronze toca a repique e todos vão para a igrejinha no centro da aldeia olímpica. Chegou o representante do comité olímpico que convoca os atletas para a grande carroça que os vai levar ao local de competição. Os convocados pousam as alfaias e os géneros agrícolas, vestem o fato de treino e sobem para a carroça e depois aparecem nos respectivos locais de competição.

4 comentários:

O Quinto dos Infernos paga-se em euros ou em dez'cuidos? disse...

são ágeis porque fazem renda de birlos ou fazem renda porque são ágeis?

isse é quera preciso saber antes de se começar a dar nos birlos...

São João disse...

parece que é mesmo só um sítio onde muitos gajos bons e muitas gajas boas fodem todos muito uns com os outros... que chato...

disse...

a mim lembra-me o asterix.

Joana Papa disse...

Enquanto as nadadoras artísticas lavam a roupa no rio. Tal e qual. Vá lá que não sou a única com essa imagem.
Joana come a papa