terça-feira, 31 de maio de 2011

preparativos do calvário

Enquanto o 1º romance vai desiludindo um amigo que o está a rever e se prepara para ser trucidado por outro amigo, antes de ser rejeitado por editoras sérias, vou alinhando os preparativos para o 2º romance.

É a melhor fase de se escrever um romance, a fase imediatamente antes de começar a escrevê-lo. Em breve ficarei desesperado com a autodeterminação e livre arbítrio que a minha escrita demonstra quando se estende por mais de dois parágrafos, como uma criança com ADHD à solta na Disneylândia. Aliás, uma das críticas já recebida do amigo prende-se com “inconsistências de dinâmica”. Nota-se que as partes que me aborrecem são passadas a correr e com enfado e desleixo enquanto que noutras é evidente o meu gozo e aplicação. Este “Olhos de Caçador” do António Brito, por exemplo, tem quase 400 páginas sólidas e fica-se com a sensação que ele é uma pessoa estável. Isso é valorizado, isso é valorizado.

Às vezes penso que não é mau que uma obra não transmita a ilusão de unidade e perfeição e reflicta em si a própria vida cronológica e emocional do autor que a elaborou, como um diário implícito ou uma narrativa paralela, um esboço de estudo para sempre inacabado. Penso que é nos contrastes entre o bom e o mau que o bom ascende a diamante numa mina de carvão.

Por enquanto mantenho várias ilusões que me vão dando algum conforto. O parágrafo anterior é só um exemplo (acreditaram naquilo da obra não ser perfeita?! ahahaha) mas também há a de que vale a pena escrevê-lo e a de que se trata de uma obra ambiciosa.

8 comentários:

Pedro Góis Nogueira disse...

Norman Mailer, cito por alto, chegou a reescrever um romance 24 vezes. O Cardoso Pires andava uma manhã à volta de um parágrafo...
Se calhar o teu romance tem de ser é reescrito e reescrito...Posso estar enganado. Isto nem é uma opinião, é mais um bitaite, ainda vale menos do que o "vale o que vale"...

LN disse...

Tolan, aconselho a largares a Playstation (ocupa esse tempo a ler muito), se é que queres o mínimo... senão, deixa lá o escrever e dedica-te a outras obras, inclusive mais úteis. Depois conversamos.

Tolan disse...

Pedro, está a ser trabalhado (foi reescrito várias vezes) e há alguma ironia no meu post - o amigo até está a gostar e a ler aquilo bem. Sem dúvida que precisará de mais reescrita e afinamentos, eu já não tinha objectividade e distanciação :)

LN, não se percebe de onde vem essa condescendência. Espero pelo menos que tenhas noção disso :\ É que me pareces um lol cat intelectual às vezes, todo eriçado e a fazer ffsst sfffsss a agitar as patas 'i has a talent' etc.

LN disse...

Mas tu queres ser escritor ou não queres ser escritor?

E eu tenho talento(s).

Tolan disse...

Quero, mas só se der para jogar playstation. Ter mulher e filhos e uma vida boa, ainda é naquela...

LN disse...

Ter mulher e filhos e uma vida boa é mesmo o que combina a 100 % com o escritor. Se não largares a cultura do lol cat, o teu Quero não vai passar da Chiado. Mas isto devem ser tudo karmas em diálogo (risos).

Anónimo disse...

LN e Tolan: dois seres odiáveis. embora eu so nao goste do tolan porque tenho inveja de ele ter consguido escrever uma coisa que parece ser boa. só digo isto porque estou em anónimo.

Anónimo disse...

http://prixviagrageneriquefrance.net/ viagra acheter
http://commanderviagragenerique.net/ viagra
http://viagracomprargenericoespana.net/ viagra generico
http://acquistareviagragenericoitalia.net/ viagra acquistare