terça-feira, 31 de maio de 2011

está explicado,o homem não quer ganhar

Passos Coelho diz que Santana "talvez volte" (há momentos, no DN)


Transtorno da Personalidade Passivo-Agressiva
(definição retirada do Psicnet)

A característica essencial é um padrão invasivo de atitudes negativistas e resistência passiva a exigências de desempenho adequado em situações sociais e ocupacionais, que começa no início da idade adulta e ocorre em uma variedade de contextos.
Esses indivíduos habitualmente ressentem, opõem-se e resistem a exigências de que funcionem em um nível esperado pelos outros. Esta oposição ocorre mais freqüentemente em situações ocupacionais, mas também pode se manifestar no funcionamento social.

A resistência é expressada por procrastinação, esquecimento, teimosia e ineficiência intencional, especialmente em resposta a tarefas designadas por figuras de autoridade.  Esses indivíduos são, com freqüência, manifestamente ambivalentes, oscilando indecisamente de um curso de ação para seu oposto. Eles podem seguir um trajeto errático que causa intermináveis desavenças com os outros e desapontamentos para eles próprios.

Um intenso conflito entre a dependência e o desejo de auto-afirmação é característico desses indivíduos. Sua autoconfiança é freqüentemente fraca, apesar de uma bravata superficial.
Eles prevêem o pior resultado possível para a maioria das situações, mesmo aquelas que estão indo bem. Esta perspectiva derrotista pode evocar respostas hostis e negativas de outros que estão sujeitos às queixas desses indivíduos. Este padrão de comportamento freqüentemente ocorre em indivíduos com os Transtornos da Personalidade Borderline, Histriônica, Paranóide, Dependente, Anti-Social e Esquiva.


1 comentário:

Besta Artista disse...

Não quer nem pode ganhar...
Não vai fazer nada melhor lá...
Nem ele nem nenhum! --'