sexta-feira, 15 de abril de 2011

erro

Mais de uma década de utilização intensiva de office em ambiente windows - particularmente powerpoint - providenciou-me uma interessante colecção de x files no que a bugs diz respeito.

O Windows consegue ser um verdadeiro artista na arte do erro e do bug. Não se limita apenas a não conseguir fazer algo, como, por exemplo, um candeeiro do quarto não acender quando carregamos no interruptor ou o nosso carro não pegar quando rodamos a chave. O Windows é coisa para acender um candeeiro do quarto quando rodamos a chave do carro. E ainda disparar o sistema de rega.

Há momentos deparei-me com este erro, quando abri um excel em branco. Sim, é verdade, tenho excel muito bonito para fazer, mas não resisti a uma pequena pausa para analisar isto em conjunto com vocês.

Fiz um prático print screen do erro:


Portanto, temos uma janela de erro que diz "Microsof Visual Basic", uma cruz branca em cima de um smartie vermelho e depois um botão que diz "ok" e outro que diz "ajuda". E mais nada. Supomos que é um erro, aquele smartie e aquela cruz branca normalmente singificam coisas más.

O Visual Basic é uma linguagem de programação. É possível programar uma caixinha de erro para aparecer no Excel com uma frequência aleatória e talvez seja essa a explicação, alguém na Microsoft tem tempo livre a mais. Ou então aconteceu mesmo um erro mas só diz respeito ao Visual Basic. Ele teve um erro lá na vidinha dele e queixou-se, sente-se sozinho e quis partilhar. Neste contexto, o "Ok" é como dizermos "hm hmm que chatice" a alguém que se queixa de alguma coisa que não nos interessa para nada. Pelo menos, a pessoa sente que foi ouvida e na melhor das hipóteses, é o suficiente para se sentir melhor.

Claro que aqui desconfiamos que o "ok" é uma armadilha. Até porque já vem seleccionado. Ou aceitamos o Ok sugerido ou pedimos ajuda. Notem que pedir ajuda não altera o facto, apenas nos ajuda a encarar a inevitabilidade do Ok, uma vez que não há um "Cancelar". É um pouco como terapia, depois de um divórcio.
Devo dizer que aquele "ajuda" me soa um bocadinho a cinismo. É como uma ex namorada que tive e que me partia coisas em casa - sem querer - e depois, quando eu estava a tentar juntar as peças e os fios das coisas, ela aproximava-se em bicos de pés e a espreitar de lado e perguntava-me se eu precisava de ajuda para as arranjar.

O que é fantástico no Windows é que há sempre opções escondidas e uma forma de fugir aos dilemas. Por exemplo, ali temos a cruz branca no rectângulo vermelho, no topo direito. Podemos simplesmente fechar a janela do erro e continuar com a nossa vida. Era tão bom que isto fosse assim no dia a dia.

Foi o que fiz e pareceu-me ouvir a motherboard do portátil a resmungar "damit john, não o apanhámos desta vez, eu disse-te que era melhor o pedaço de queijo na drive de CDs".

Até agora, tudo bem.

6 comentários:

"So smile disse...

Pois... Assim fosse a vida
Pões sempre assim sentido de humor em todos os "erros"!?

Isabel disse...

O meu preferido é aquele “ O Windows encontrou um erro grave e será encerrado”, quando isto acontece do nada e eu estou a meio de qualquer coisa importante que ainda não guardei.
O melhor será ir salvando o trabalho de Excel com frequência, não vá dar-se o caso…

May disse...

Muito bom! :))

Menino da Mamã disse...

Aposto que esse foi o mesmo erro que deu à Sócrates/Teixeira dos Santos team, e decidiram clicar na Ajuda.

Patife disse...

Obrigado pela monumental gargalhada do dia. Duvido que este mês consiga dar uma maior. Uma maior gargalhada, entenda-se. ;)

sem-se-ver disse...

ja me apareceu varias vezes, mando fechar e continuo na minha vida.

é bom.