quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

eu sei que todos gostamos de música fixe e tal mas porra...

... os Nirvana foram, para todos os efeitos, a banda rock mais importante pós-Beatles. Tinha aqui toda uma longa justificação para esta afirmação, mas acho-a tão óbvia que não me apetece. Vou antes aquecer uma tortilla do ACS no microondas (mãe, também comprei rúcula e vou comer rúcula). Mas aceito contra argumentação com exemplos devidamente justificados.

22 comentários:

Anónimo disse...

Isso que tu dizes é pura e simplesmente ridiculo. Espero que não seja sincero.

wc-pato disse...

"os Nirvana foram, para todos os efeitos, a banda rock mais importante pós-Beatles". Correcção: os Nirvana foram, para todos os efeitos, a banda rock mais importante pós-Led Zeppelin. Os Beatles abriram o caminho, mas os Led Zeppelin são melhor banda in every day of the week - sem dúvida. Ou então isto é tudo uma questão de gosto e eu sou um tipo "Led Zeppelin" por oposição a um tipo "Beatles" - sou mais metaleiro, o que se há-de fazer. Eis o meu top 5 (por ordem cronológica): Beatles, Led Zeppelin, Nirvana, Tool (sim, os Tool, escutem os álbuns e depois digam de vossa justiça) e Radiohead. Hoje em dia: The White Stripes.

Kit-Kat disse...

embirro com os Nirvana. Sem razão aparentemente justificável.

Cat disse...

Dave Grohl rules! :)

Tolan disse...

é sincero mãe, comi rúcula. E agradecia que não comentasses anonimamente ok?

Pilar disse...

rúcula é óptimo.

A Força Suprema disse...

Espera aí que acho que há aqui um grande fosso temporal entre os BB e Nirvana, devem haver outras.

Em todo o caso, gosto mais de rúcula do que Nirvana.

Pedro Góis Nogueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Góis Nogueira disse...

Completa e absolutamente de acordo. Mesmo que possam (e houveram) bandas melhores. Há um antes e um depois de Nirvana, tal como há um antes e um depois de Beatles. Não há um antes e depois de Led Zeppelin, mesmo que sejam uma banda fabulosa.

Depois há Bob Dylan - para mim o mais importante do que todos - mas isso já é uma outra conversa.

Beatrix Kiddo disse...

"os Led Zeppelin são melhor banda in every day of the week - sem dúvida" eheh subscrevo

wc-pato disse...

Requisito para que uma banda fique na história: pelo menos um dos seus membros tem de falecer de forma trágica. Não que nenhuma delas precise (a sua música fala por si), mas que ninguém duvide que a morte de Kurt Cobain, John Lennon e John Bonham em muito contribuíram para a mística criada em torno das suas respectivas bandas - sobretudo, sejamos sinceros, no que toca aos Nirvana. Apenas peço para que os U2 me estejam a ouvir!

Madalena disse...

Concordo plenamente!

E tb gosto de rúcula...

Anónimo disse...

Todos nós somos anónimos, filho, todos!

Essa coisa dos Nirvana é tão absurda que nem vale a pena desenvolver o assunto: a importância que os Nirvana tiveram na história da música popular é subatómica (no sentido de muito despicienda, entendamo-nos). E até nem é o caso que os gajos fossem maus – as canções são na generalidade jeitosas e algumas são até bastante boas – simplesmente não acrescentaram absolutamente nada e nem sem sequer se vê descendência decente que se lhes possa apontar. Os Nirvana foram essencialmente um fenómeno de época e com a eventual excepção dos que na altura eram teenagers, ou muito me engano, ou daqui a uns dez anos ninguém se lembrará deles. Se eu me pusesse a nomear as bandas pós-beatles mais, mas muito mais importantes que os Nirvana, nunca mais saía daqui e além do mais acabei agora mesmo de abrir uma garrafa de vinho. Bom Natal, querido.

(Deixa-te lá dessa merda da rúcula e come coisas de gajo: focinho de porco, cabeça de pescada, rabo de boi e essas merdas assim.)

wcpato disse...

ficámos a saber que o anónimo é um gajo. E muito macho, por sinal.

Tolan disse...

Bom, penso que há que separar uma coisas. Uma é a pop do David Bowie, Michael Jackson ou Madonna e tantos outros com impacto global (global é o termo aqui, não discuto se os Pixies ou os Sonic Youth são melhores que Nirvana)
Nirvana teve uma influencia brutal e ainda hoje, na receptividade do público MAINSTREAM a formas mais extremas de rock e punk e mesmo em repescar coisas do passado como Stooges ou todo o punk e coisas contemporâneas como todo o rock alternativo que emergiu para uma ribalta (sonic youth, pavement, pixies etc. etc.).
Não vos deveis certamente lembrar do que era a música mainstream pré-Nirvana. Acaso uns Greenday com o Dookie teriam tido aquele sucesso? Os Soundgarden? Os Pearl Jam? Alice In Chains? Smashing Pumpkings? Até os Radiohead apareceram em força com o single Creep que tem tudo a ver com Nirvana, na forma e no conteúdo. A song 2 dos blur... E depois os sucedâneos asquerosos como os Bush. E boas bandas como os Weezer, curiosamente, o próprio River Cuomo disse que foram os Nirvana que mudaram a vida dele (o Nevermind) porque passou a acreditar que podia ter uma banda. Ele e milhares de putos. Eu próprio comecei a tocar guitarra eléctrica à pala dos Nirvana. E na minha escola ou noutras, recordo-me bem da febre do Unplugged e das guitarras acusticas por todo lado. E sei de alguns que acabaram por formar bandas. Nunca vi nada assim antes, nem depois. O rock explosivo, visceral e cru e simples conseguiu chegar ao mainstream e toldar a cultura, dos allstars ao corte de cabelo, da atitude às sensibilidades, a ideia de "verdade" e "genuíno".

Pedro Góis Nogueira disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pedro Góis Nogueira disse...

Subscrevo completamente. E depois foram os próprios Nirvana a fazer duas coisas: puxarem para as Majors e/ou credibilidade mundial bandas como os Sonic Youth, Dinosaur Jr, Screaming Trees, Meat Puppets, Melvins, Breeders, Husker Du, etc e etc. Isto enquanto com o maior desassombro e lata tornavam os poseurs oxigenados completamente demodé.
Se Kurt Cobain fosse vivo haveria muita merda que não passaria incólume. Eu adorava quando ele humilhava bandas como os Extreme...

Anónimo disse...

1.A definição do que é ou mainstream é tão movediça que eu preferiria não ir por aí porque tenho medo que nos enterremos ambos. Mas enfim.

2.Tu nunca viste nada assim porque pensas que nunca se passou nada como o que se passou contigo. É um erro comum.

3.Essa ideia de que os Nirvana de alguma maneira foram o canal por onde as margens finalmente desaguaram no mainstream, é um disparate completo. O punk tem pelo menos 35 anos e penetra no maisntream há pelo menos 35 anos. Queres tu dizer que nunca se tinha ouvido o punk no maisnstream antes dos Nirvana? Por favor, querido!

4.Todos os dias putos pegam em guitarras. Sempre pegaram. Provavelmente sempre pegarão. Eu peguei por causa dos Joy Division. Por acaso uma banda infinitamente mais importante que os Nirvana.

5.Noto que dizes Nirvana e não os Nirvana. É um sinal de respeito, certamente.

6.O Michael Jackson é outro caso infinitamente mais importante na musica popular pós-Beatles que os Nirvana. E não me refiro a essa merda do mainstream.

7.O mainstream em si não importa um caralho. É como o prémio Nobel da literatura ou pior. Quem se lembra da maioria deles?

8.Ouve uma revolução nos sistemas de produção que data exactamente dos Beatles. O Bob Dylan também foi importante. Hoje assistimos simplesmente a um extremar dessa revolução. Mas não há nada de realmente novo. É evidente que hoje a palavra produção está quase morta. Mas já começou a morrer há muito tempo. Começou a morrer quando os intérpretes começaram a escrever as suas próprias canções. Depois vieram os computadores e enfim.

8.Tolan, querido, olha bem para os teus discos e volta a dizer-me sinceramente que (os) Nirvana foram a banda mais importante depois dos Beatles.

9.E se voltares a insistir eu venho com exemplos. Muitos.

10.Estou um bocado bêbado e tenho a sensação que cometi alguns atrevimentos. Mas querido essa dos Nirvana é um disparate completo, querido.

11.Hoje vou comer cabrito. Estou tão contente. Estou a ouvir o primeiro disco da Madonna. Não é mau.

Anónimo disse...

Foda-se! Estou a reler e esta merda está um desastre! Escrevi Houve sem H! Não ligues! Não ligues! Vou Jantar! Bom Natal, querido!

Pereirinha disse...

Bandas, na minha opinião, mais importantes que Nirvana,não só na qualidade mas também na importância na evolução da música( a ordem n tem a ver com a importância...mas sim com a cronologia):

1- Velvet Underground
2-Led Zepellin
3-Joy Division
4-Smiths
5-Sonic Youth
6-Pavement
7-Stone Roses


Boas Festas!

Dylan disse...

Só sei dizer que os Nirvana deixaram-me um legado de boas e inesquecíveis memórias.

Tolan disse...

Anónimo, sólida argumentação, sem dúvida. Só penso que Nirvana atingiu uma escala global, falaste nos Joy Division por exemplo e na influência. Repara que eu fartei-me de insistir neste ponto: não estou a falar na qualidade nem na influência, sem dúvida que os Joy Division foram mais "importantes" nesse campo, mas sim num fenómeno de massas num género musical que, em escala, nunca chegou às massas com aquela roupagem e o facto do punk existir há 35 anos só me dá razão. Os Clash andaram perto, mas estavam longe de ter um som tão abrasivo como bandas anteriores. Se os Stooges tivessem destronado os Abba, então a conversa era outra.