segunda-feira, 16 de agosto de 2010

mens only

Alguns comentadores anónimos chamaram-me a atenção para o facto preocupante de “isto ser só gajas, aproveita”. A culpa em boa medida é da amiga Luna que ao linkar este post provocou aqui um derrame de estrogénio. O google analytics felizmente mostra uma queda abrupta nas visitas 2 dias dias depois o que singifica que a maior parte das mulheres que visitou isto estranhou logo e achou que algo estava errado. O pior é que aquele boost de visitas alisou toda a série histórica do gráfico por ampliar o máximo da escala e daqui para a frente também vai ficar lisinho outra vez, tendo um efeito psicológico deprimente. Já não vou ver as minhas oscilações de 10 visitas diárias. A ver se nos entendemos. Existem escritores para “gajas” e escritores para “gajos”. Por exemplo, o Bukowski é um escritor para gajos. O Celine é um escritor para gajos. O Paulo Coelho é um escritor para gajas. O Hemingway é um escritor para gajos. O José Luís Peixoto é um escritor para gajas. Houllebeq, Salinger, Gogol, Kafka, Leermontov, Philip Roth, Becket e Tourgueniev são escritores para gajos. José Rodrigues dos Santos, Sándor Márai e o Paul Auster são escritores para gajas. A Flanery O’Connor e a Daphne Du Maurier são escritoras para gajos. A Daniele Steel, a Jane Austen, a Carolina Salgado e a Margarida Rebello Pinto são escritoras para gajas. Já sei que muitas vão pensar "ah mas eu gosto de Kafka, aquele em que ele se transforma em bichinho engraçado" ou "odeio José Rodrigues dos Santos prefiro o Dan Brown" ou "detesto ser estereotipada pela publicidade de detergentes" ou "estou com o TPM seu %&$##". Calma. Não estou a fazer qualquer juízo de valor. A Jane Austen até tem qualidade. Mas isto não deixa de ser preocupante em certa e determinada medida. Lembra-me uma vez que tive um blogue anónimo e um dia fiz um post com fotos sobre o desenvolvimento e constituição muscular do Cristiano Ronaldo que foi linkado por boa parte da comunidade gay. Só me apercebi vários dias depois de começar a estranhar os comentários demasiado entusiasmados, mesmo para um apreciador de futebol e de jogadores de topo. O que realmente forçou a barra foi um comentário de um senhor que usou um "corpinho" em "não há dúvida que com aquele corpinho deve ser capaz de penetrar em qualquer defesa". Eu tinha usado "corpo" no texto original e o "penetrar", termo inocente, faz parte da gíria do futebol. A propósito, logo à noite, a ver se me lembro de postar o parágrafo mais gay do Sándor Márai, há um que rebenta a escala. E é isto. Agora voltem para a cozinha ou levam com o cinto.

21 comentários:

a mulher certa disse...

O romance de Dauphe é para mulheres. Desculpa lá. É de caras. Ou seja, para ti, os homens leem qualidade, mulheres o oposto. é bem.

Ana disse...

Entender este post como uma ofensa às mulheres também é de gaja!

pahc21@gmail.com disse...

Ora aqui está uma óptima desculpa para odiar Kafka: é literatura de gajo. tks :)

bluesy traveler disse...

estou chocada. o teu blog agora é mainstream.

Luna disse...

não sejas misógino, pá.

(olha que dos de gajas que referes só gosto de austen, mas pronto, o facto de todos os gajos invariavelmente me começarem a tratar como gajo é capaz de não ser bom sinal. e olha o do bichinho engraçado tem muito mais que se lhe diga do que o bichinho engraçado em si)

p.s. tens verificação de palavras, não comento se não acertar à primeira.

Luna disse...

P.S.2. Uma vez ouvi um amigo meu a usar a minha interpretação da metamorfose enquanto tentava engatar uma gaja.

Tolan disse...

Já desliguei a coisa da verificação de palavras.

Maria disse...

Bem, na minha humilde opinião, Paulo Coelho, Margarida Rebelo Pinto e Carolina Salgado são escritores para pessoas acéfalas, não interessa o sexo! Seria politicamente correcto apenas dizer que não gosto da escrita destes autores, mas vai para além disso!
Peço desculpa se ofendi alguém, mas gostos não se discutem, aceitam-se.
Gostei do espaço, dispensava era as fotos do Ronaldo.

Rafaela disse...

Conseguiste arranjar uma das piores e mais azeitolas fotografias do Ronaldo de todos os tempos. :)
A Luna só adiciona links ou refere pessoas de elevada qualidade, por isso a tua auto-estima de blogger deveria estar nos píncaros.

Andorinha disse...

Qdo a minha querida amiga Ana me linkou a dizer q iamos juntas pra NY foi um vê se te avias: 579 visitas das 19-24 h, beat this! Um total de 800 e tal, já não me lembro. Só sei que me passei. Mas eu leio-te antes disso (terá sido ela a recomendar, acho q sim...). O certo é que me rio à força toda. Principalmente porque quanto mais machista é o post, mais admirador do feminismo e suas consequências é o autor. Não falha. Isto vindo de uma que é sempre one of the boys, já foi tomada por lésbica, nunca foi maria-rapaz, que não usa maquiagem e só gosta de trabalhar com homens. Principalmente os que dizem estas coisas.
E pra acabar, podes ficar com o Kafka que eu vou continuar a detestar José Rodrigues dos Santos e a gostar do MSTavares. Agora como boa (sra.) gaja, vou ali fazer o meu jantarinho bem encostada ao fogão ;)

Maya disse...

Portanto, segundo a tua lógica, Daphne du Maurier é escritora para gajos? Explica lá isso melhor pf.

Anónimo disse...

As conas esvoaçam encima desta merda como moscas! Não sejas paneleiro, caralho! Aproveita! Pensa no grande Bukowski!

Anónimo disse...

"em cima", caralho! eu queria dizer em cima! As conas andam em cima! Digo eu!

Anónimo disse...

Se percebi bem, o Tolan quer dizer que é um escritor para gajos e, no entanto, só gajas é que comentaram este post. O que quererá isto dizer? ô_ô

Anónimo disse...

Passo a citar:«Houllebeq, Salinger, Gogol, Kafka, Leermontov, Philip Roth, Becket e Tourgueniev são escritores para gajos.»

Um belo momento de generalização...aliás como todo o texto. Já agora...e Haldor Laxness, Coetzee, Conrad...?

mitwist disse...

se elas forem p cozinha já n lhes dás com o sinto?!:o

homens-escritores...baaaahhhh...

Diza disse...

ai queres lá ver que eu, afinal, sou gajo? :)

e vim aqui por causa da Luna e cá por coisas estás nos meus "favoritos" toma!
lá se vai a tua tese por água abaixo...

Catarina disse...

"Por exemplo, o Bukowski é um escritor para gajos. O Miguel Sousa Tavares é um escritor para gajas. O Celine é um escritor para gajos. O Paulo Coelho é um escritor para gajas. O Hemingway é um escritor para gajos. O José Luís Peixoto é um escritor para gajas. Houllebeq, Salinger, Gogol, Kafka, Leermontov, Philip Roth, Becket e Tourgueniev são escritores para gajos. José Rodrigues dos Santos, Sándor Márai e o Paul Auster são escritores para gajas. A Flanery O’Connor e a Daphne Du Maurier são escritoras para gajos. A Daniele Steel, a Jane Austen, a Carolina Salgado e a Margarida Rebello Pinto são escritoras para gajas."

Tolan, para ti tenho isto: vai-te foder.

Catarina

Tolan disse...

Margarida Rebello Pinto a mais... :\

Anónimo disse...

tenho para mim que a Rebelo Pinto é para eunucos, o Roth para depravados sexuais, o kafka para o Pedro Mexia, a Carolina para o Pinto da Costa, o José Rodrigues dos Santos para o Telejornal da rtp1 com uma piscadela de olho ao Dan Brown, o Bukowski para a Humanidade, o Sousa Tavares para o Equador, o JLP para o valter hugo mãe, o Gogol para os Gogol Bordello, o Becket e o Celine para mim, et cetra.

maria

mim disse...

Ah ah ah ah ah!!!