domingo, 26 de maio de 2013

a quente...

... mas sem animosidade, Jorge Jesus deve sair. Voltou a descaracterizar a equipa no final, por querer "defender o resultado". Se isso era discutível contra o FCP, com o Vitória de Guimarães adquiriu contornos de ridículo, não só por ser um adversário substancialmente mais fraco, mas também porque após uma época cheia de desilusões, o Benfica deveria ter cavalgado para uma goleada, uma festa. Poderia ter conseguido um parco 2-0, mas deveria ter tentado o 4 ou 5 a zero. Era essa a atitude necessária, essa alegria, esse pequeno prémio aos adeptos. Jorge Jesus é o rosto do medo e da confusão, não distingue um Bayern de um Porto, um Vitória de um Barcelona. Pode ser explicado pelo trauma de que falei uns posts abaixo, o trauma do bad beat que também existe no poker. Quando o azar (porque o Benfica sem dúvida teve azar nos jogos decisivos) nos escolhe como alvo prioritário, uma e outra vez, isso provoca em nós um sobre-ajustamento, uma adaptação que depois, na prática, acaba por parecer atrair ainda mais azar, quando na realidade é a própria adaptação a suscitar os erros. Os adeptos também o fizeram. Como explicar que aos 82 minutos, após o 2-1 do Vitória, tenha ocorrido uma debandada geral do estádio? Paira no ar este espírito do "já sabia". Noutro contexto, os adeptos puxariam pela equipa até à última. Mas muitos já sabiam. Jorge Jesus já sabia. Os jogadores já sabiam e se não sabiam bastava olharem para a cara de Jorge Jesus ou para as bancadas a esvaziar. E eu tanto já sabia que me compraram bilhete para a taça e recusei depois da derrota com o FCP. Até me prontifiquei a pagar os 20 euros no caso de não se arranjar outro comprador (entretanto arranjaram). Simplesmente, é como se já estivesse a ver o filme todo. Não me orgulho disso e vai daqui um abraço de solidariedade aos meus amigos e aos grandes benfiquistas que foram ao estádio. Agora, vamos ter umas merecidas férias de bola e para o ano, seria muito bom começar com uma folha em branco, porque esta é demasiado triste. Continuando na onda do "já sabia", acho que Jorge Jesus não vai querer ficar.

18 comentários:

Pseudo disse...

Concordo absolutamente, a quente e a frio. Com o Benfica, será também o fim de um ciclo.
O rosto dele diz tudo e o Clube é muito mais que o medo, o desalento, a confusão, as lágrimas de dor, estampadas na cara dele.
Há que começar do zero. Depois de hoje, duvido mesmo que Jesus queira continuar: época brilhante que acabou numa catástrofe. E ninguém é de ferro, nem o Cardozo.

Sãozinha disse...

Concordo em absoluto. Querer ganhar um a zero é, e sempre será, ridículo.

Gado Amarrado disse...

Lamentavelmente, tenho a leve suspeita que ainda esta semana deves ver o jj a assinar pelo Porto.

stantans disse...

é sempre o azar lol (e pelo amor de deus não roguem pragas ao meu Porto)

W disse...

Venha de lá o Jupp que não quis renovar contracto :P

Maria D Roque disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Maria D Roque disse...

Penso que Ibn-Arrik esta noite vai dormir com um sorrisinho sacana nos lábios...

Jorge Salema disse...

Só podes estar a ser irónico. Ainda há alguns post atrás o defendia-lo com unhas e dentes em textos muito reflectidos......lo Tolan è mobile / Qual piuma al vento/ Mutta d'accento - e di pensiero.....

Anónimo disse...

o prato que é assistir a isto...

Tolan disse...

"Defendia Jorge Jesus"? Eu continuo a gostar dele. Não o acho mau treinador, mas até nos posts onde o defend disse exactamente o mesmo que digo neste post (ex: o "ai ai vamos lá ver"). E logo após a derrota contra o FCP tenho um post em que explicitamente digo que não continuaria no lugar dele. É só ir ver e confirmar, falo exactamente no mesmo que aqui.

Tolan disse...

Além disso, digo que ele é que não vai querer ficar. Para mim, o jogo de hoje provou à exaustão que o jogo com o FCP deixou marcas indeléveis. Podia não ter sido assim. Vamos colocar o cenário em que o Benfica faz o que lhe compete e ganha a taça por 3-0. Festa de consolação, sim, mas ainda assim, uma festa. Ficaria no ar a nota de que "tivemos azar, para o ano pode ser que etc. etc.". Mas assim? Meu Deus. Venha daí um Koeman qualquer, ignorante do futebol português, saudavelmente ignorante, acima dele.

Tiago disse...

T, discordo totalmente de ti. Acho que realmente estás a reagir a quente. Transcrevo aqui o que um amigo profissional de futebol escreveu hoje: "Por exemplo...O Kelvin n é jogador para o fcp como o Urreta rodrick e alguns mais nao são .... O futebol é mesmo isto.. Se o Urreta tivesse feito o golo da vitoria hoje estariam aqui a dizer "porque é que o jesus nao aposta mais no Urreta?" Isto é o futebol amigos! O jesus é BOM ninguém duvide disso... Erra como todos os outros e comete erros ridículos como todos! N advinha o futuro, como já disse, ser treinador é muito difícil ainda mais do glorioso !!!!! Nunca se culpa os jogadores fdx! Sou jogador e tb culpo sempre o treinador quando perco ou quando nao me mete de inicio... Muitas vezes sei que cometi erros mas a culpa é do treinador que me meteu! Há que admitir que o jesus fez do benfica de hoje uma maquina dinâmica e de futebol ofensivo .. Isso deixar me feliz porque é agradável ver o slb jogar! Fdx perdemos 5 ou 6 vezes este ano!".

Ninguém gosta de perder mas vamos ter calma com as reações... há muitos anos que não víamos um benfica destes. perdemos, aprendamos com isso.

Tolan disse...

eu acho que será ele próprio a não querer continuar. O Benfica tem de ter uma filosofia de jogo. Admito que contra um FCP no Dragão haja ajustes. Contra um Chelsea, ok. Contra um Vítória de Guimarães? Imperdoável.

R. disse...

Terá de ser ele a sair pelo próprio pé. O Vieira não o vai mandar embora.

R.

Tolan disse...

Pois e pelos vistos quer continuar. Se ficar, penso que é um erro, mas paciência. Espero estar enganado.

a.i. disse...

a mim fez-me impressão ver esse jesus chorar, mas namorado (benfiquista mas não doente como vocêzes, desculpem lá) disse que ele é mesmo assim, emotivo; e também me meteu impressão ver um jogador (namorado disse que era um cardoso) ainda em campo a apontar o dedo para o Jesus e repetir varias vezes "A CULPA É TUA!" (com cuspidelas de perdigotos, claro)

A Bomboca Mais Gostosa disse...

Concordo em tudo. Depois da derrota de ontem, o Jesus não tem margem de manobra.
Se calhar precisamos mesmo de um treinador estrangeiro, que não conheça assim tão bem o futebol português e que olhe para o fcp como a equipa que efectivamente é e não como um carrasco.

Matilde disse...

Também sou de opinião que o JJ deveria sair e não digo isto a quente nem a frio, ou motivada por um mesquinho sentimento de vingança, mas porque entendo que deve mesmo sair porque as condições que teve à frente do clube esgotaram-se de todo.
O que traumatizou o JJ foi o facto de nunca ter conseguido ganhar ao Porto, e mesmo no ano passado quando ganhou dois a zero no Dragão para a taça, acabámos por ser eliminados no jogo da segunda mão na Luz em que perdemos e fomos eliminados.
Há nos próprios jogadores do Benfica um receio psicológico quando defrontam o Porto que por muito que lutem os inibem e impedem de ganhar e já entram derrotados em campo ou atempadamente convencidos da impossibilidade de ganhar ao Porto.
Isso vai acompanhar o Benfica sempre mesmo que consiga ter os melhores jogadores do mundo enquanto o JJ estiver à frente como treinador.
Por isso o JJ tem de sair porque se o não fizer e se se mantiver como treinador, o Benfica nunca mais se vai libertar da psicose Porto.
Se eu mandasse alguma coisa punha já o Tony como nosso treinador.