sexta-feira, 25 de janeiro de 2013

finalmente, um contemporâneo com quem tem tenho afinidade

Amigo, escrever é muito divertido. Ser escritor foi a única coisa que sobrou que fosse gira de querer ser, depois de mudar de ideias sobre ser jogador de futebol, tal e qual como tu. Também desisti dessa ideia de jogar futebol, este ano. Sou dois anos mais velho que o Aimar e ele está quase a desistir da ideia de jogar futebol, por isso, é melhor pensar noutras coisas. Comigo foi sobrando muito pouca coisa gira para querer ser. Então quero ser escritor também. Há velhinhos que são escritores. Já viste? Dá para se escrever muito tempo. O Aimar agora pode ser escritor, por exemplo. Não há lesões como no futebol, nem drogas como no ciclismo. Bem... até há... Mas não precisas de saber isso agora. As drogas fazem mal. Mesmo aquelas que dizem que são leves ou que o médico da tua mãe lhe receita. Não são nada leves. Agora vais para a 4ª classe....  não sei bem como são as novas gerações, mas não aceites drogas dos teus colegas da 4ª classe, a malta "fixe". Não ligues à malta fixe que fuma drogas, e fica ali no escorrega e no baloiço... não ligues.

Eu também não sei o que quero ser.  Tu já descobriste que não queres ser jogador de futebol e que queres ser escritor, apesar de não saberes o que queres ser também. Vamos lá ver, espero que nos corra bem. Gostei muito do teu estilo espontâneo, da forma como subvertes os cânones literários e estéticos mas sem ser intelectual e forçado, muito pelo contrário. Podes não acreditar, mas se pedisses a um escritor que se chama José Luís Peixoto que fizesse uma composição tão boa como a tua, ele não conseguia. E  a tua mãe gosta dele e até paga dinheiro pelas composições dele. Fala disso com ela. Pergunta-lhe se ela acha que uma composição dele é melhor do que uma composição tua e porque é que ela não gosta de ti e não é uma boa mãe com bom gosto literário. Hoje tive uma reunião com professores que leram a minha composição que lhes mandei, uma composição com 200 e tal páginas. É a minha primeira composição grande e depois estiveram a explicar-me coisas. Deves ouvir os adultos. Mas nem sempre! Sabes, a minha mãe ralha comigo às vezes porque eu quero deixar de ser doutor e de ganhar dinheiro para comer e ser escritor. As mães preocupam-se com cada coisa. Ficas já avisado. Acham muita piada que queiras ser escritor agora e metem composições no blogue delas, aproveitando-se do teu talento para proveito próprio, mas no dia em que fizeres o teu lanche, o meteres num tupperware e numa mochila e disseres 'mãe, não vou tirar um curso superior, vou para fazer um inter-rail e conhecer o mundo e ser escritor', vais ver que mudam logo de ideias. De repente seres doutor é muito bom. São malucas. A minha também é muito maluca com cães. Tem quatro cadelas. E tem cães por toda a casa. Peluches. Tudo tem cães. As almofadas têm cães, há quadros de cães, o serviço de mesa tem cães... como se não bastasse, a irmã dela, gémea, é maluca por gatos. Então dá-lhe coisas com gatos e a minha mãe dá-lhe coisas com cães, estão sempre a tentar que a outra goste mais de gatos ou cães. Então a casa é tudo com cães e gatos. O bengaleiro são gatos, o capacho tem cães... Não estás bem a ver. A tua mãe calça quatro botinhas tigresse na "pequena Cutxi", hei, sei o que sentes. Se quiseres um dia beber um bongo ou que raio vocês bebem hoje em dia, vamos aí a um mcdonalds afogar as mágoas num happy meal.


9 comentários:

Pipoca Mais Picante disse...

Soberbo! Como sempre aliás. O livro sai ou não sai?

nAnonima disse...

:)))

Maria Costa disse...

Sem comentários. Felicidades para o seu livro pois merece. Quando ficar famoso não se esqueça de passar por aqui pois há muita gente que gosta de ler o que escreve. Felicidades para o pequeno Palmier também.

Maria D Roque disse...

Uau... Awesomeness put in words ... Um beijjnho duma mãe para os senhores escritores !!!

Sister V. disse...

Bons conselhos ;)

Palmier Encoberto disse...

A resposta de filho já está alinhavada. Só temos de chegar a um computador para ele a conseguir escrever ;)

Palmier Encoberto disse...

Ola tolan, eu sou o filho da Palmier, o meu nome pode ser Palmier junior, mas há quem me chame Folha de Papel. Olha, eu não vou para o 4º ano. Eu estou no 4º ano e vou para o 5º ano e eu sou da malta fixe. A mim e ao meu grupo em que eu sou o lider chamam-nos os Folha de Papel. Há um que era mais novo e um bocado parvo e tivemos que o despedir porque ele não era bem Folha de papel, ele era mais o caneta sem tampa. Nos causamos o caos pela escola mas eu não como drogas e também não ando de baloiço. Só as miudas é que gostam de andar de baloiço. Eu achei isto tudo muito estranho mas o texto até foi fixe. O convite para o mcdonalds até foi fixe. A minha mãe nunca me leva e por isso, talvez um dia acabe por aceitar o teu connvite quando ela deixar de ser maluca como tu dizes e me deixar sair sozinho. Ela nunca deixa porque é muito protectora, é isso que ela diz. Eu queria dizer que ela era meia marada mas já sei que ela não gosta. por isso é melhor não dizer. Digo só maluca. Tu percebes não é? Eu também gosto muito de caes e até gostaca de ter um tapete de cães. Já temos uma almofada e também tenho um peluche que é igual á Cutxi mas é todo preto. A casa da tua mãe deve ser fixe. Agora adeus que já perdi imenso tempo e tenho que ir jogar Skylanders.

Palmier Encoberto disse...

Tive de explicar várias vezes o que quer dizer "contemporâneo"... porque a resposta era, invariavelmente: "Mas mãe, ele é mais velho... e mais alto do que eu!" :)

Estamos todos à espera de saber o que esses professores disseram da tua composição grande... :)))

O Sexo e a Idade disse...

:))