quarta-feira, 12 de dezembro de 2012

trring trring

Telefonei à Plaft esta semana
para lhe mandar uma beijoca
mas ela estava na cama
e o telefone toca e toca

é uma gata que faz ronrom
e que se enrola na pelissa
acordar não é de bom tom
lá no reino da preguiça

ela não estava em gravações
as suas intermitentes ocupações
as grandes declamações
que lhe rendem alguns tostões

ela gosta muito de dinheiro
de contar bem as moedinhas
é a coisa que faz primeiro
depois de calçar as peúginhas

é assim que começa o dia
até se esquece de comer
pode ficar doente e com azia
dinheiro é que tem de ter

uma carteira bem recheada
e fica logo toda animada
às vezes vai muito despachada
direito ao banco muito desconfiada

vai ao  balcão de propósito
para levantar toda a poupança
depois de a contar faz um depósito
e volta pra casa a afagar a pança


nunca se sabe o dia de amanhã
e inverno pode ser rigoroso
é preciso acumular muita avelã
para  manter o pêlo sedoso

hibernar é uma opção
que ela equaciona quando está frio
acordava apenas no verão
depois de dormir meses a fio

o seu namorado proletário
tem emprego de gente normal
isto de ser artista sem horário
só mesmo no reino animal

(se não queres ser enxovalhada de novo, para a próxima acordas antes das 14h e atendes o telefone à primeira)

9 comentários:

nAnonima disse...

ai o Amor... ahahahahah! lindo!

Sãozinha disse...

Peúguinha! Tão bom!

tata disse...

Opa que coisa maravilhosa!

homem sem blogue disse...

o amor é lindo.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt

Ex-Vincent Poursan disse...


Olha???!!!... nunca me ocorreu que isto dos blogs também dava para o ridículo exercício do amor!!!
As cartas li que sim… os graffitis vi por aí… os bostiks no espelho da casa de banho inventei (eu e mais uns milhões)… rosas está muito visto!!!
blogs nunca me lembrou!

Oh menina plaft, por amor das alminhas do purgatório, que somos todos os que lêm este blog, atenda o telefone. Ler muita poesia de hucks negativos faz mal… aos pés chatos e ao estigmatismo pelo menos, acho eu.
Ou então diga que quer casar com ele, e já. Acrescente que não sabe cozinhar, que é alérgica a produtos de limpeza, que vê sempre aquela telenovela que dá à hora do futebol e que a sua mãezinha vai viver com vocês. Vai ver que ele deixa de telefonar.

Quando o quiser de volta, vista uma camisola daquelas descaídas num dos ombros e que acabam acima do umbigo, encontre-o por acaso e olhe-o por cima do ombro nu, prái 5 demorados segundos… vai ver que é tiro e queda.


P.S. prá izzy
E fingir que fazíamos um filho... não dá???
É que o meu rendimento disponível não permite o luxo da paternidade!!!

Maria D Roque disse...

Com uma Plaft fofinha
Digo-te lindo Tolan
Metia-me já na caminha
E nem saía amanhã

Vós sois do mais fofo que há, piquenos !! :):):)

Izzy disse...

hehehe eu juro que nao sei qual eh melhor, se os posts do Tolan e do Alf, se os comentarios do Poursan.

Mas nao sei se este se pode classificar como post de amor. Eh que ele chama-lhe dorminhoca, preguicosa, tonta, avarenta, gorda (a afagar a pança) e ursa...

Ex-V.P., nao se preocupe, eu assumo as despesas!

RCA disse...

:)))
Bom demais. Parabéns.

São João disse...

A inveja é tipo uma cena bués da proletária...