terça-feira, 28 de agosto de 2012

marte



Isto aqui em cima foi uma fotografia que tirei nas minhas férias em marte, com a GoPro... mentira ;) Esta não fui eu. É uma foto tirada pelo fotógrafo da sonda Curiosity, um pequeno japonês com um fato isotérmico e uma botija de oxigénio e que come bolachas nutritivas do Celeiro. Podem ver mais fotos aqui no site da Nasa mas eu sei que vocês se estão nas tintas para estas coisas, querem é serviço público de concursos com o Fernando Mendes na televisão porque são de esquerda. Esta foto lembra-me Santo António dos Cavaleiros, ali ao pé de Loures. Só falta mesmo dois prédios altos, assim lá ao fundo e alguns pretinhos a brincar à bola com a cabeça da última vítima de carjacking. A propósito de carjacking, só para os anónimos que andam por aqui se roerem todos, tiraram-me o carro, é verdade, mas deram-me um novo, duas vezes melhor em todos os aspectos. É duas vezes mais recente, tem ainda mais cavalagem, um computador a bordo, navegação por gps, sensores de estacionamento daqueles que aparece um boneco do carro e uma cena tipo radar, espelho retrovisor que escurece automaticamente assim que leva com faróis à noite, sincronização com o iPhone que também vou receber, leitor de compact disc, rádio com os nomes das rádios numa lista etc. etc. e muito mais. Já tem dois riscos, um na porta e outro ao pé do símbolo da marca alemã. E porquê? Porque há pessoas de esquerda, nas ruas, que andam com o canivete de descascar batatas e maçãs apanhadas no caixote do lixo do pingo doce e que ficam fodidas quando vêem um carro daqueles, ainda por cima bem estacionado em cima dos passeios que o povo utiliza e riscam. Risquem à vontade. Eu gosto daqueles riscos, são cicatrizes de personalidade, digamos assim. Só quando nos sentimos alvo de inveja podemos ter a certeza de que estamos melhor que alguém. Dizem que nos Ferraris até cospem, mesmo pessoas mais à direita e tudo, que têm carros como o que eu agora tenho mas não têm Ferraris e ficam aborrecidas com isso. Marte é bonito. Gosto de ver fotos de Marte, é uma questão de aproveitar antes de um autarca marciano ir para lá fazer prédios e dos ciganos marcianos montarem barracas à volta dos prédios e de marcianos de esquerda riscarem as sondas da Nasa que lá aterrarem. Gosto de pensar que existem sítios que, não importa o que aconteça aqui, continuam na mesma. Há vento em Marte, levanta poeira e tudo e ninguém vê isso.

6 comentários:

Pedro Almeida disse...

Mas tu tens carta por acaso?
Nem sabes a diferença entre excesso de velocidade e velocidade excessiva ;-)

Anónimo disse...

Tudo isto para dizer que tens carro novo?

RCA disse...

Isso agora não interessa nada... Não há café lá na empresa porque o sacana do japonês foi de férias para Marte e deixou a máquina de vending ao abandono.

Pipoca Mais Picante disse...

Ora... eu também tenho tudo isso tudo e ninguém me risca o carro, que tenho estacionamento na garagem. Agora roa-se para aí de inveja que é para ver o que sente o comum do cidadão que ganha 474€ e ainda tem de comer, pagar as quotas do SLB, fazer compras na Zara e outras coisas de pobre.

Peppy Miller disse...

Afinal nem tudo está perdido no negócio das multinacionais.

etyk disse...

Gostei do teu Blog, encontrei-o por acaso e ia já dormir... mas isto foi à 30 min atrás.. sou de Santo António e gostei da maneira como pintaste a manta à-lá GTA, tens k vir cá um dia destes provar a gastronomia local :)