domingo, 6 de novembro de 2011

fuuusão


Vem aí uma revista de Artes e assim, onde o autor do Autor do Tolan escreve com um pseudónimo que os pais dele inventaram, chamada, muito apropriadamente, Salazar.
O autor do Autor, quando ligou à mãe a contar, teve dificuldades em justificar o nome da revista, ela ficou horrorizada. Consta que essa revista será editada em papel a sério, não é uma coisa de brincar como este blogue do Tolan. Os seus textos serão ilustrados pelo Z que é um artista que faz fotografias a sério e não daquelas que se sacam da internet e depois se diz que fomos nós que as fizemos. O primeiro texto já está online.


14 comentários:

Wiwia disse...

Cheira-me que o invejoso do Tolan vai reagir mal à notícia... :/
Parabéns! :o) *

Anónimo disse...

Parabéns Lourenço.

clara disse...

A parte fixe disto é passar a saber quem és. E foi tão facil identificar-te! Se bem que o anónimo ali em cima ajudou.

Filipa disse...

Olha!, que curioso...

Izzie disse...

Matemática aplicada à gestão e economia? És daqueles indivíduos que inventa produtos financeiros mirabolantes com nomes um nadinha enganadores, tipo suápes e assim? Ai balhamedeuz.

purpurina disse...

e qual é mesmo a justificação para o nome da revista?

(já agora, sendo uma revista de artes bem que podiam ter prestado mais atenção à mancha de texto - é horrível. só aquele efes e gês e jotas... que dor de cabeça)

Anónimo disse...

Revista SALAZAR, no site: "Pretendemos a leitura de pessoas com capital intelectual, que já ocupam posições de liderança ou estão a caminho de um dia liderar, seja em redacções, no poder ou nas universidades." Uma revista com nome de líder, então. Que medo.

Anónimo disse...

Também fui matar a minha curiosidade,perante uma revista com tal nome.
O perfil de leitor pretendido segue critérios exigentíssimos. Numa revista que tem nome de líder que usava botas de elástico, outra coisa não era de esperar.

G. Varino disse...

Fixe,autor! K seja o primeiro de mtos!!!

Anónimo disse...

Os gajos pagaram-te? Se sim, quanto?

purpurina disse...

não percebo. acho o nome uma afronta e esse parágrafo da liderança ridículo.

Anónimo disse...

li o texto. identifica-se bem. mas faz lembrar o nuno markl a perorar sobre uma temática mais intelectual... not that there is anything wrong about it. ou, war, what was it good for?

Margarida disse...

De facto o nome é uma afronta.
Só faltou foi lembrarem-se, por exemplo, de escolher o acrónimo PIDE, até dava: Publicação Independente de Divulgação Electrónica.
Se o intuito foi provocatório, há, seguramente, muitos títulos que cumpririam essa função.
Que merda de nome foram escolher!

Isabel disse...

Eu confesso: fui logo cuscar a revista em busca da identidade do autor do Autor do Tolan . E agora que leio os comentários vejo que não fui a única e que chegamos lá facilmente.
Boa a revista, pá!

(Olha a Purpurina, a minha sósia! Sempre que vejo a tua fotografia levo um susto.)