sexta-feira, 1 de abril de 2011

o meu corpo falou comigo a pedir nutrientes específicos


Ontem cheguei tarde a casa, vindo de um jantar, com um grão na asa e, como é hábito, fui buscar cerveja ao frigorífico. Despi-me até ficar em boxers e t-shirt, sentei-me para beber a litrosa de Sagres, fumar e destruir tempo a ver lixo na internet. Os cigarros acabaram à 4ª página de lolcats, fumei umas beatas (todas minhas e algumas da empregada), depois lembrei-me que no armário da casa de banho tinha uma caixa de cigarrilhas cohiba, expostas a meses de humidade.
Estavam murchas e cheiravam a mofo, tinham pequenas manchas suspeitas, provavelmente fungos. Não é boa ideia deixá-las a curar na casa de banho.
Escolhi uma ao acaso e fumei-a, travando longamente, enquanto via vídeos de cães a tocar piano e às tantas e oiço um sonoro muuuu a vir da sala. Ouvi outro muuu e depois o som de quatro patas pesadas a deslocar-se em direcção ao meu escritório e um badalo.

Não estranhei a princípio, o meu dolby surround é bastante sofisticado e podia dar-se o caso da RTP Memória estar a fazer um rerun do TV Rural. É frequente ter sustos assim, uma vez pensei que tinha um t-rex na cozinha quando passou o Jurassic Park e fiz uma figura ridícula, de vassoura na mão, a abrir a porta com um pontapé. Mas a cabeça de uma vaquinha espreitou pela porta do escritório. E isso já era mais estranho. Tinha um focinho malhado, preto, branco e húmido. Lambeu os beiços rosados e piscou os olhos. Entrou e ocupou o espaço quase todo, a minha mobília parecia ridiculamente pequena ao lado daquele corpo maciço. Era uma vaca das grandes. Olhou em volta, oscilando as orelhas e abanando a cauda de vaquinha, como se estivesse a julgar-me o gosto de decoração ou isso. Depois fixou os olhos enormes em mim e de novo a língua cor de rosa a lamber os beiços.
- Sim?
- Muu. Eu tenho leitinho bom. – disse-me, numa voz grave e suave, e um pouco rouca.
- Acredito em ti.
- Tem cálcio. É enriquecido. Queres?
- Não obrigado.
- Vai buscar um copo.
- Não obrigado.
- Vai buscar um copo. Um daqueles da coca-cola.
- Desculpa, não bebo leite desde os vinte anos, não consigo digerir.
- Muuu?
- A sério, não consigo.
- Muuu... O que estás a beber?
Rodei a garrafa para ela ver o rótulo. Sagres.
- Muuu. E um milkshake?
- Por amor de Deus, deixa-me em paz. Há uma caixa de weetabix com dois anos no armário da cozinha, não consigo comer aquilo, és capaz de gostar.
- Muuu.
Virou as costas e foi lentamente para a sala.
- Vaquinha?
- Sim? – virou a cabeçorra para mim fazendo soar o badalo.
- E queijo? Tens queijo? Eu gosto de queijo.
- Não. ih ih ih...
- Ah ok.
- ih ih ih ih ih
- Não tem assim tanta piada vaquinha.
- Ih ih... ih. Muuu.
Desapareceu.
Ainda fiquei a ver videos mais um bocadinho e fui deitar-me. Hoje tenho de passar pelo Pingo Doce experimentar um daqueles sem lactose.

8 comentários:

São João disse...

Acontece-me com bifes mal-passados e espinafres (diz que é falta de ferro), mas nunca alucinei com vacas nem com o Popeye.

André C. disse...

Os fungos alteraram certamente a composição da cigarrilha.

Pusinko disse...

Não será só falta de nutrientes, mas 1 fígado incapaz de dar conta do recado assim a correr. E tabaco com fungos e tal. Tudo junto é capaz de redundar em vaquinhas que falam. Experimenta sem lactose. Comigo resulta.

Anónimo disse...

Ora bem, vamos acreditar que os Cohibas eram realmente cohibas e que o grão na asa era de canário e não de avestruz; vamos também crer que tens registos no histórico que realmente comprovem que estiveste a ver vídeos pseudo-fofinhos, queridinhos e mais um inho qualquer e vamos pensar que não confundiste a vaca com ninguém que estivesse preocupado contigo e que afinal só tentou enfiar-te uma água das pedras e/ou um café pela goela abaixo… a minha dúvida é esta: quem ia ordenhar a vaquinha para o copo da coca-cola, hein?

(mais um post de génio!)

Beijinhos grandes!

Bárbara T.

Isis disse...

Ehehehehe. Ai os sacanas dos "fungos" provocam efeitos estranhos nas pessoas. Muuuuu :)

A Chata disse...

Nova variante de "LSD" descoberta nos fungos da casa de banho do Tolan...

Libelinha☆ disse...

"A vaca que ri"... São queijos muita bons pahhh...

Anónimo disse...

Leite totalmente desnatado, Tolan. Se encontrares disso, pode ser que reculte.