quarta-feira, 16 de março de 2011

o amor e a admiração é tudo muito bonito mas

... se tivesse aqui um botão de "donativos", debaixo de uma foto de um cachorro com a patinha estendida, e largasse o emprego e vivesse uma vida de penúria mas dedicada à escrita e depois vocês deixavam-me morrer à fome ou davam-me dinheiro para o vinho?

14 comentários:

I. disse...

Se é para vinho, tudo bem.

marta morais disse...

a fome e a ressaca estimulam a criatividade

Isabel disse...

Morrias à fome. O cão não, eu enviava-te latas de comida de cão.

RBM disse...

há uns senhores no metro que andam com um cãozinho ao ombro. o cãozinho é que carrega na boca a caixa da esmola e os meninos/senhores tocam acordeão. E aquilo resulta! Desenvolve um talento musical e és capaz de ter sorte.

Rita F. disse...

Eu dava-te dinheiro para o vinho, para tu não gastares tudo em freiras, mas é. :D

Maria disse...

Dava-te uma sandes de presunto, pode ser? Por isso à fome não morrias.

LN disse...

Tolan, bem se vê o quão ingrato é o exemplar feminino da nossa costela...

Aqui há uns pots era tudo juras de amor, agora não vai além de sandes de presunto. Uma tristeza. Modera-as.

A Chata disse...

Terias direito a um pacote de tinto de mesa diário. Diz que conserva o fígado.

Anacriontico disse...

Era gajo para te dar um saco de cinco Kg de granulado para o cachorro e para ti duas garrafinhas de Altas Quintas 2006 que está uma pinga do caraças. Mas tinhas que escrever muito!

Maria Flausina disse...

E não podes sobreviver só de amor a admiração até o livro dar uns euritos de lucro? É que desses tenho pra te dar aos molhos (mais de admiração, que de amor já tenho menos um bocadinho)!
Mas vá, se fosse para o livro sair mais depressa eu até enviava um melão (para acompanhar o presunto da sandes)!

Aladdin Sane disse...

Há duas horas atrás, deixei um "mitra" que estava à porta do "Casanova" (Sta. Apolónia) a falar sozinho. Continuou a falar, "fingindo-se" ofendido por não lhe respondermos. Acresce que já tentara interagir à chegada ao restaurante.

Porquê isto? Para relembrar: nessas coisas de "estender a patinha", "timing" é tudo. Um segundo a mais, e o artista cai. É como na televisão, ou no "stand-up". :)

Aqui a tua "persona" está muito apurada e "aparada": tudo na medida certa.

Aladdin Sane disse...

que cagada. para que foram todas aquelas aspas no comento anterior?!

Boop disse...

Um pratinho de sopa ainda se arranja... dinheiro é que está curto. Mas à fome não morrias!

Beatrix Kiddo disse...

"vocês deixavam-me morrer à fome ou davam-me dinheiro para o vinho" eheh já me tentei alimentar a vinho, não deu certo