quarta-feira, 27 de outubro de 2010

6 da manhã hey

Porra, agora ando a acordar às 6:00 da manhã, sem despertador, mesmo a meio daqueles sonhos confusos e com ideias na cabeça como "desenvolve a cena do crocodilo insuflável". Pensei em voltar a dormir mas vou desenvolver a cena do crocodilo insuflável.

6 comentários:

vareta disse...

O anedotário criminológico português tem histórias lindas sobre o que se pode fazer com um compressor a um aprendiz de oficina com 14 anos, por exemplo... Quanto mais não se poderá com um crocodilo insuflável!

Crente disse...

E desenvolveste a cena do crocodilo insuflável? ;)

Tolan disse...

Sim, está porreira. O Sérgio e eu utilizámos a caixa de disfarces de carnaval do Mário e pintámos lábios no crocodilo e metemos-lhe uma peruca loira e uns óculos escuros e metemos o crocodilo na cama do Mário que tinha ido sair à noite. Depois, desatarrachámos a lâmpada do quarto do Mário para ele ter de acender o candeeiro da mesa de cabeceira quando chegasse às tantas da manhã. Só que ele chegou acompanhado :)) Foi muito engraçado, acordei com os gritos dela, a gaja era nuorte e fartou-se de dizer palavrões :)))

Crente disse...

As mulheres do nuorte (onde me inclui) são do melhor para histerismos asneirentos :)
Isso merecia vídeo...

Tolan disse...

só se fizerem o filme do livro, penso que era um bom projecto para o gus van sant.

Crente disse...

Assim seria um bom filme, quase de certeza. Talvez melhor que o livro.